segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

10 Ações para dar vida à fé

Paz do Senhor Jesus,

Vamos meditar um pouco mais na Palavra de Deus nesta segunda-feira.

"Assim também a fé sem obras é morta", Tiago 2.26b.

Encontramos na Bíblia a definição para fé: certeza e convicção, Hebreus 11.1. Para que essa fé se expresse é necessário que o homem realize ações. Quando manifestamos nossa fé, isso significa que ela está, por obras, viva! Mas que ações são essas? Vou listar 10 obras da fé, vejamos:

1ª Crer em Jesus como filho de Deus, único e suficiente salvador, Romanos 10.9.

2ª Amar a Deus acima de tudo e ao seu próximo como a ti mesmo, Mateus 22.37-39.

3ª Arrepender-se do pecado, Lucas 5.32.

4ª Nascer de novo, João 3.1-7.

5ª Buscar o conhecimento de Deus através de sua Palavra, a Bíblia, João 5.39.

6ª Ter uma vida de oração, I Tessalonicenses 5.17.

7ª Realizar Jejuns periódicos, Mateus 17.21.

8ª Buscar em primeiro lugar o Reino de Deus, Mateus 6.33.

9ª Congregar. Ser parte efetiva da Igreja, corpo de Cristo, Hebreus 10.25.

10ª Realizar o IDE, Marcos 16.15.

Não é minha pretensão enumerar tudo, até porque não é possível.

Faça uma retrospectiva sobre esse assunto em sua vida. Avalie como foi este ano com a seguinte pergunta: como foi à vida da minha fé em 2012?

2013 virá com tudo! Ano da excelência.

Forte abraço,

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Doe sangue

"Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Não há outro mandamento maior do que estes", Marcos 12.30-31.

Paz de Cristo,

Ontem tive a oportunidade de, mais uma vez, dor sangue. Confesso que não sou um doador trimestral, longe disso. Há algum tempo tenho feito isso anualmente. Minha meta é realizar esta ação duas vezes ao ano.

Aliás, fica a dica amado: Doe sangue. Doe vida. Para saber mais acesse: http://www.fhb.df.gov.br/

Não gosto muito de publicar minhas ações pessoais em redes sociais. Acredito que a internet tem sido mal usada por muitos. Contudo, este gesto é simplesmente para aqueles que têm alguma dúvida sobre doação de sangue. Desejo servir de estímulo.

Não há segredo algum.

Você chega ao hemocentro, realiza um breve cadastro, retira uma gotinha mínima de sangue para ver a taxa de ferro e avaliar se há hepatite. Em seguida você conversa com um médico alguns detalhes e pronto, vai para a doação. Não dói e leva apenas 15 minutos.

Você faz o bem sem levar muito esforço. Se você trabalha, ganha um atestado e vai para casa descansar.

Deus abençoe a todos

Forte abraço,

segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Mitos e verdades sobre o Natal

Olá amado, paz do Senhor Jesus Cristo,

Este estudo é destinado aos cristãos que desejam saber sobre a história do natal, seus elementos e qual deve ser sua conduta nesta data.

Vamos lá!

"Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu, e o principado está sobre os seus ombros, e se chamará o seu nome: Maravilhoso, Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz", Isaías 9.6.

O Natal representa um momento onde os cristãos refletem sobre o maior presente de Deus ao homem, seu filho Jesus. Na oportunidade são celebradas ceias (jantares especiais), trocas de presentes, decorações nas casas e nas ruas, entre outras coisas.

Certo, tenho certeza que até aqui você já sabe muito bem. Contudo a questão é: qual deve ser o comportamento do Cristão, que segue realmente a Bíblia, nessa data? Vamos lá!

Particularmente entre nós evangélicos, o Natal tem sido uma das festividades mais polêmicas. Neste espaço, preocupo-me em mostrar o que tenho aprendido de Deus e orientar os membros da Igreja Tempo de Mudança. Caso sua fé se identifique, fique a vontade.

A base para um Natal abençoado diante de Deus, em relação à globalização e as influências midiáticas, deve ser Romanos 14.23, veja: “Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado”. E também, Hebreus 11.1: “Ora, a fé é a certeza das coisas que se esperam, e a convicção dos fatos que se não veem”.

É extremamente importante você entender que, durante séculos, os cristãos tentaram substituir as celebrações e atividades consideradas pagãs, a fim de mudar foco dos deuses e, assim, destacar Cristo.

O Natal foi criado alguns séculos depois de Cristo (alguns dizem sec. IV,V ou VI). Foi determinado pelo império romano porque, haviam deixado de crer no deus Sol e passaram a professar a fé cristã.
Logo, o dia 25 de dezembro, que era a celebração ao deus Sol foi convertida ao nascimento de Jesus. Não é possível afirmar a data exata do nascimento de Jesus, contudo, é correto afirmar, baseado nos registros bíblicos, que não foi no período de inverno. Muito menos no dia 25. O termo “natal” significa nascimento (latim natalis). Obs.: O calendário cristão foi criado por um monge, chamado Denis, no século VI.

Baseando-se na Palavra de Deus, vemos quanto o Senhor gosta e faz questão de festas e celebrações: “Três vezes no ano me celebrareis festa”, Êxodo 23.14. Festas para lembrar a libertação do povo do cativeiro egípcio, festa da colheita, festa dos tabernáculos e tantas outras. Jesus também segue o mesmo ritmo. Estava presente em casamentos, ceias, entre outros. Sempre com muita alegria e sem perder o foco da responsabilidade de sua missão.

O grande problema é que satanás, com sua sagacidade, têm trazido um espírito de confusão nesse período (e em tantos outros), fazendo com que muitas pessoas percam o foco original desta data. Como igreja, precisamos entender e valorizar o natal, contudo devemos estar alerta a alguns detalhes. Sempre com valores bíblicos e sem extremismo.

Vejamos alguns pontos determinantes para um Feliz Natal:

 DATA/PERÍODO: Como expliquei mais acima, essa data não é exata. É impossível ser em dezembro porque esta época é de inverno em Israel e a Palavra mostra que havia pastores trabalhando no campo e tal ofício não era praticado neste período. Logo é correto afirmar que Cristo não nasceu em uma época de neve, leia: "Ora, havia naquela mesmo território pastores que estavam no campo, e guardavam, durante as vigílias da noite, o seu rebanho", Lucas 2.8.

Particularmente, fico incomodo quando entro em um shopping e vejo decorações de neve. Eu vivi a vida toda no Rio de Janeiro e em Brasília, dois lugares extremamente quentes!

PRESÉPIO & DECORAÇÕES: O presépio é bíblico, veja: "E isto vos será por sinal: achareis o menino envolto em panos, e deitado numa manjedoura", Lucas 2.12.

É bem verdade que as decorações fazem menção a presépio/manjedoura, mas abaixo de uma árvore (que também foi inserida no decorrer dos anos). O restante são bolas, arcos, pisca-piscas e por aí vai. A decoração natalina foi importada, na cara dura, da cultura Norte-americana.

ÁRVORE: A decoração da árvore é uma ação mais antiga que o próprio natal. Uma das vertentes históricas acredita quem a cultura nórdica, quando adoravam a Ódin (deus da mitologia nórdica), enfeitavam as árvores e realizavam sacrifícios humanos abaixo dela para proteção e fertilidade.
Conta-se que São Bonifácio, ao buscar um meio de findar tal prática, cortou uma árvore e, por isso, fez cair todas as árvores próximas a ela, com exceção de um pinheirinho. Através daquilo, ele afirmou que o pequeno pinheiro era o menino Jesus. Como o pinheiro era pequeno, houve a conotação de Cristo ainda criança e daí a inserção de tal a elemento no natal.

ESTRELA: Um acessório indispensável do natal é a estrela dourada. Usada principalmente no topo da árvore, ela representa a direção de Deus dada ao Reis magos para irem até o menino Jesus. "Dizendo: Onde está aquele que é nascido rei dos judeus? porque vimos a sua estrela no oriente, e viemos a adorá-lo", Mateus 2.2.



PRESENTES: Vivemos em um mundo capitalista e globalizado, é óbvio que o comércio aproveitaria com todas as suas forças essa ideia. Biblicamente, vemos os reis magos presenteando o menino Jesus ainda em seus primeiros dias de vida: "E, entrando na casa, acharam o menino com Maria sua mãe e, prostrando-se, o adoraram; e abrindo os seus tesouros, ofertaram-lhe dádivas: ouro, incenso e mirra", Mateus 2.11. A Bíblia não fala que eram três magos, em Mateus 1.1, conta-se “uns magos”.

Enfim, nesse caso o presente era para Cristo, não uns para os outros. Contudo não há pecado em presentear familiares e amigos. O importante é lembrar que o maior presente é Cristo em nossos corações.

PAPAI NOEL: Reza a história de um homem chamado Nicolau, bispo da Igreja, nascido na Turquia por volta de  280 d.C. Possuía um bom caráter e, por isso, costuma ajudar pessoas pobres, colocando, discretamene, um saquitel com moedas ao lado das chaminés dos lares.

Foi canonizado pela Igreja como São Nicolau após várias pessoas relatarem milagres atribuídos a ele. A associação da imagem de São Nicolau ao Natal aconteceu na Alemanha e espalhou-se pelo mundo em pouco tempo. Nos Estados Unidos ganhou o nome de Santa Claus, no Brasil de Papai Noel e em Portugal de Pai Natal.

Tal personagem foi figurado nas cores verde e marrom, tipicamente de um lenhador alemão. Sua nova roupagem para as cores atuais aconteceu em 1886, onde o cartunista alemão chamado Thomas Nast desenvolveu um bom velhinho nas cores vermelha e branca.

Em 1931, uma campanha publicitária da Coca-Cola mostrou o Papai Noel com o mesmo figurino criado por Nast, que também eram as cores do refrigerante. A campanha publicitária fez um grande sucesso, ajudando a espalhar a nova imagem do Papai Noel pelo mundo.

Na conclusão, desejo que você entenda que a fé é a nossa balança. Você que tem filhos ou convive com crianças, precisa mostrar, principalmente a elas, que a figura do papai Noel não é maior que a de Jesus.

Acredito que um lar cristão não aborde o nascimento, a morte e a ressurreição de Jesus somente nas “datas comemorativas”, pelo contrário, todos os dias o pai deve ensinar seus filhos o caminho da verdade. Assim, quando chegarmos às datas, nossos filhos não serão confundidos por nenhum tipo de ação diabólica e midiática.

Concluo lembrado o texto no início referido, Romanos 14.23: “Mas aquele que tem dúvidas, se come está condenado, porque não come por fé; e tudo o que não é de fé é pecado”.

Quem não celebra não condene quem celebra e vice-versa.

Fique na paz

Forte abraço.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Hoje é o dia da sua vitória!



Um encontro para as pessoas conscientes que Deus tem o melhor para dar. Baseado na Palavra de Deus, a Reunião de Vencedores surge com um objetivo de ligar o homem a Deus a fim de vencer quaisquer ações contrárias da vida. Venha! Você é o nosso convidado especial.

Forte Abraço.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Ele é o Deus da Cura

Quantos de nós não estamos doentes ou temos um familiar enfermo. Infelizmente, essa realidade assola a sociedade de todas as classes. Mesmo que alguém com um poder aquisitivo maior tenha, obviamente, melhores condições de preservar-se contra as mazelas da vida, em alguns momentos são inevitáveis.


Vejamos o posicionamento de Deus nessa situação:

“Eu sou o Senhor que te sara”, Êxodo 15.26.

“Servireis ao Senhor, vosso Deus, e ele abençoará o vosso pão e a vossa água; e tirará do vosso meio as enfermidades”, Êxodo 23.25.

“Certamente, ele tomou sobre si as nossas enfermidades e as nossas dores levou sobre si”, Isaías 53.4.

Não pense que a doença é algum castigo, provação ou carma. Tudo tem um propósito estabelecido por Deus bem definido. Tenha fé, não desista agora. O Senhor foi capaz de entregar seu filho Jesus para morrer por você. Faz parte do caráter de Deus se sacrificar para que o milagre aconteça. Siga o exemplo!

“E Jesus disse-lhe: Se tu podes crer, tudo é possível ao que crê”, Marcos 9:23.

Caso você necessite de algum tipo de acompanhamento bíblico, estamos a sua disposição. Nos procure na Igreja Tempo de Mudança - Quadra 1501 Bloco G - Cruzeiro Novo - Brasília/DF.

Forte abraço,

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Salve Jorge?

Paz do Senhor Jesus
Muito bem,

Esta semana começa mais uma obra prima de satanás na “rede esgoto”. A fim de guardar os que temem a Deus, nasce este artigo. Simples e direto. Vejamos quem é este Jorge que será venerado nos próximos meses pela emissora.

“Não terás outros deuses diante de mim”, Deuteronômio 5.7

Conhecido por muitos como São Jorge, tal figura possui uma história um tanto quanto polêmica. A princípio sua existência, por muitos, é questionada. Acredita-se que este personagem - citado no século três d.C. - foi inserido em certas vertentes cristãs com o propósito de mostrar o lado guerreiro dos praticantes da bíblia. Daí sua imagem com um dragão. Símbolo máximo do adversário.

Vale lembrar que o mesmo “santo” também é adorado em cultos afro-brasileiros, onde é sincretizado como Ogum (Entidade guerreira considerada o "primeiro orixá a vir para a Terra").

Enquanto isso, encontramos o termo “salve”. Dentro deste contexto a palavra trás o significado de saudação, reverência. Salve Jorge, ou seja: “Reverenciado, adorado, ovacionado seja o São Jorge, deus Ogum!”.

Sinceramente, se você me acha antiquado e exagerado de não concordar com um cristão que assiste esta maldição, sinto muito para você. Porém, tenho certeza que se você usar sua fé de uma forma racional verá que assistir tais programações é a mesma coisa que abrir uma porta para demônios entrarem em sua casa. Livremente...

Mas cuidado para não mudar de canal e começar um verdadeiro “Balacubaco”...

"A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz; Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar um e amar o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom”, Mateus 6.22-24.

Glória a Deus pelo jejum que vamos começar. Veio do Céu mesmo!

Forte Abraço.

quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Futuro Pregadores


Olá, paz do Senhor.

Vai um artigo sobre técnicas básicas para os que estão começando ou desejam começar o ministério da Palavra.

Seu contato com o texto sagrado

Muito bem,

O primeiro assunto que desejo abordar é sobre o seu contato com o texto sagrado. Para isso separei três importantes dicas e um grande conselho. Veja:

1ª) Sempre estudo o capítulo anterior e o seguinte do texto que você deseja ministrar, mesmo se você for tratar apenas um versículo. Lembre-se: texto sem contexto é pretexto. E por causa disso que muitas doutrinas erradas nascem.

2ª) Leia várias vezes o texto que pretende ler na Igreja. Isso servirá para que você entenda perfeitamente o que o autor está dizendo. Também faz com que você não leia errado ou gagueje em frente às pessoas.

3ª) Estude sempre com um dicionário ao lado. Caso não saiba o significado da palavra, não hesite em procurar.

Ore sempre antes de iniciar qualquer estudo ou simples leitura da Palavra de Deus. O discernimento vindo do Espírito Santo vem para os que possuem um coração puro e reto diante de Deus. Para isso não há dicas, mas consagração.

Passos para montar um esboço

Ótimo,

Uma boa mensagem vem acompanhada de um bom esboço. Ele serve para que o pregador não saia do tema abordado, fique seguro e não esqueça referências e citações.

O esboço é dividido em três partes, vejamos quais são:

Introdução: serve para apresentar a Igreja o tema ministrado, contextualizar a Bíblia dentro do assunto e mostrar quem escreveu o texto, quando, por que, para quem e, também, extrair o que é histórico e o que é para aplicação atual.

Fique atento! Na introdução podemos ganhar ou perder a atenção das pessoas que estão nos ouvindo.
Desenvolvimento: momento onde a mensagem será ministrada. Para um bom desenvolvimento, divida-os em tópicos. Cuidado para não dividi-lo demais e tornar sua mensagem muito grande, minuciosa e cansativa. Tente sempre dividir em três tópicos.

Em cada tópico, procure colocar outras referências bíblicas para consolidar sua mensagem (uma ou duas, no máximo). Além disso, dê exemplos extra-Bíblicos como histórias, casos (vividos ou não por você) e analogias. Sempre com moderação e sem exageros.

Conclusão: deve ser, obrigatoriamente, rápida. Quando você avisar para a igreja que concluirá, conclua. Ela deve gastar menos de cinco por cento do tempo total da mensagem.

Na conclusão, você deve falar o tema com a principal lição prática abordada na ministração. Em seguida, faça uma oração dentro do que foi falado.

15 Dicas importantes para uma boa mensagem

Quero compartilhar 15 dicas importantes para uma pessoa ministrar bem a Palavra de Deus. Claro, o estudo da homilética é bastante extenso, mas aí vão algumas dicas:

1ª) A escolha do texto pode ser: revelada por Deus, escolhida pelo homem ou por convite para um evento com tema já determinado.

2ª) O pregador, para ter unção em suas palavras, precisa viver o que diz.

3ª) Antes de iniciar a construção da mensagem, o ministro deve tirar um tempo de oração.

4ª) Nunca se esqueça: o altar é o local para pregar o evangelho e não mandar indiretas.

5ª) Não ficar o tempo todo pedindo para a igreja repetir: “diga para a pessoa do seu lado...”, isso é algo que ajuda, porém pode ficar cansativo.

6ª) A mensagem é para edificação da Igreja e não para o povo ver que o pregador é um grande teólogo entendedor da escrituras.

7ª) O pregador deve dominar bem o assunto para não falar heresias e besteiras. Mesmo que a mensagem seja apenas em um versículo, o ministro deve dominar bem, no mínimo, o capítulo anterior, o capítulo do versículo escolhido e o capítulo seguinte. Melhor será se dominar todo o livro.

8ª) Lembre-se: “Texto sem contexto é pretexto!”

9ª) Os textos que serão lidos no altar devem ser lidos antes pelo pregador em voz alta para que ele não erre a leitura, gagueje ou pule uma linha durante a ministração.

10ª) Sempre usar um dicionário para entender os significados reais das palavras.

11ª)  Cuidado com o tempo. O pregador deve ficar atento a situação da igreja. Veja o contesto que a mensagem está inserida. Se for rápida demais para um evento que contava com 40 minutos, ficará um buraco. E, ao contrário, se for uma breve reflexão de cinco minutos o pregador não deve transformar em uma vigília. Cuidado com as frases: “Eu tinha mais para dizer, o Espírito Santo gostaria de falar mais, porém o tempo acabou e o pastor/dirigente já está me olhando de cara feia”. Lembre-se: Deus é organizado.

12ª) Melhor do que ter uma pregação preparada é ser um pregador preparado.

13ª) Nunca diga: “Irmãos, fui pego de surpresa. Não deu tempo de montar uma mensagem, mas Deus sabe e é bênção, amém igreja!?”

14ª) Leia sempre artigos do site e preste atenção nas mensagens ministradas pelos pastores da ITM, isso servirá para nunca ministrar algo contrário à visão da sua igreja.

15ª) Ame ler a Bíblia. Busque conhecimento da palavra em outros livros de autores confiáveis e sempre tire suas dúvidas com seus pastores.

Busque ao Senhor. Tenha uma vida íntima com Deus em oração, leitura bíblica, jejuns regulares, dê bom testemunho, fuja das aparências e tentações do mal. Seja fiel a igreja que o Senhor te colocou e queira realizar a obra do Senhor para a Glória de Deus e não para sua satisfação pessoal.

Forte abraço.